Todos Objetos
Nº de Inventário:
MV_2.1/164
Título:
Visor estereoscópico
Origem:
Cronologia:
Coleções:
Coleção Oswaldo Cruz

Funções/Usos:
O visor estereoscópico é um aparato inventado pelo físico escocês Davis Brewster em 1849. Foi criado inicialmente com o objetivo científico no campo da fisiologia para comprovar a visão subjetiva e percepção do espaço. O visor proporciona um jogo ótico que permite visualizar uma fotografia em três dimensões. Esta invenção rapidamente caiu no gosto dos amantes da recém-criada fotografia. O equipamento permite criar o efeito de profundidade e perspectiva a partir de duas fotografias produzidas em dois ângulos ligeiramente diferentes. Trata-se de uma caixa fechada, composta por lentes que, graças à distância entre elas e à placa que separa o campo visual, mostra uma imagem tridimensional. A percepção de profundidade é realizada com a utilização simultânea dos dois olhos. Isso acontece porque cada olho enxerga o objeto de um ângulo ligeiramente diferente. Ao processar as informações recebidas, o cérebro consegue fazer com que tenhamos a noção de profundidade.; Científica

Descrição:
Visor de madeira em formato de caixa retangular na cor marrom com detalhamentos nas cores dourado e preto. Parte fontal, visor binocular com extensão em metal e apoio para os olhos em baquelite na cor preta, e placa em metal com inscrições. Parte lateral esquerda, lisa. Parte lateral direita, orifício retangular para encaixe de imagem e botão em baquelite preta que funciona para direita e esquerda, afastando ou aproximando o visor frontal. Parte traseIra com placa transparente.

Copyright 2022 Museu da Vida / FioCruz / Todos os direitos reservados
in web Acesso online à coleção Sistemas do Futuro